domingo, 28 de fevereiro de 2010

LOGOTIPO, PORQUE USAR?

A construção de um logotipo é sem dúvida uma das mais importantes e valorizadas áreas do design e da publicidade. O desenvolvimento de uma boa imagem que represente a marca de uma organização ou empresa pode se tornar um elemento poderoso para atrair clientes e com o tempo se torna um ativo intangível, ou seja, rentável.

Até onde a força de uma marca pode chegar?

Podemos apresentar alguns exemplos radicais, em abril de 2009, a marca Google foi avaliada em US$ 86 bilhões, de acordo com uma análise feita pela consultoria americana Millward Brown, especialista em análise e de marcas. Outra marca bilionária é a Coca-cola – que durante muito tempo foi considerada a marca mais valiosa do mundo, e que, segundo a mesma pesquisa, hoje está em quarto lugar, valendo US$ 58,2 bilhões. Entre as dez mais também se encontram: a General Electric, com valor de US$ 71,4 bilhões; a Microsoft, com valor de marca na casa dos US$ 70 bilhões; a China Mobile, com US$ 57,2 bilhões, A gigante IBM, com US$ 55,3 bilhões, Apple, com 55,2 bilhões, McDonald’s, com US$ 49,5 bilhões, Nokia, com 44 bilhões e Marlboro, com US$ 37,3 bilhões.
Em muitos destes casos o valor apenas da marca vale mais que os ativos fixos das empresas.
De forma geral, a precificação do valor da marca se deve a imagem que estas companhias projetam no imaginário das pessoas, como modernidade e vanguarda. Por muitas vezes, esta projeção é tamanha que chega a superar o próprio produto ou serviço que ela representa.

E como começar a criação do conceito?

O começo é a base do projeto, portanto, é necessário coletar muita informação.
Um briefing bem detalhado, coletando informações sobre a nova marca, o que ela representará, quem são os seus concorrentes, a qual público ela se comunicará, é essencial. Depois é a fase de brainstorm – onde todas as idéias que se correlacionam com a proposta da marca são colocadas num papel. No início, não importa o quanto a ideia pareça boba, escreva mesmo assim, procure informações, imagens e palavras na internet, ou seja, pesquise muito, pois você e o dono da marca dependem de uma boa base para chegar a um bom resultado.
Nada como delinear, uma grande parte de profissionais gostam de ir direto para o computador e o poder do esboço é muitas vezes subestimado. Antes de usar as ferramentas de acabamento, utilize o esboço no papel ou se você utiliza um tablet, rabisque na tela. Você pode rapidamente esboçar vários conceitos e criar variações para ver o que funciona e o que não funciona numa questão de minutos.  Evite o Photoshop, a não ser em casos muito específicos, construa o logotipo como um vetor – em programas de ilustração como Ilustrator ou o Corel Draw – desta forma, a imagem poderá ser escalonizada sem perda de qualidade.

Lembre que hoje, menos é mais, você já parou para imaginar que logotipos chegam a ser utilizados na medida de 16×16 pixels? Os “favicons” representam a imagem do logotipo de uma empresa nas abas das páginas da internet, portanto, logotipos criativos e simples possuem leitura mais adequada quando expostos em tamanhos pequenos. Teste o logotipo em diferentes tamanhos, teste fisicamente o logotipo em impressões de vários tamanhos. Também vale olhar para o logotipo de diferentes distâncias para ver como a leitura se comporta. Cuide das cores, pense sempre que a marca, além de colorida, terá que ser impressa em uma ou duas cores e em suportes diferentes como: papel, tecido, brindes, portanto, preveja como as retículas se comportarão em cada caso e já determine a arte final para cada caso.
Para exemplificar isso, imagine o logotipo do Discovery Channel, lembrou? Imagine o planeta Terra que é todo colorido quando aparece na TV como ficaria impresso no corpo de uma caneta. Certamente os designers que trabalham com a marca já se preveniram e criaram uma variação do logotipo com cores chapadas.
Deixe tudo documentado para o seu cliente. Seu cliente precisa ter um pequeno manual da marca. Nem todos os clientes estão dispostos a investir em um manual da marca detalhado, mas informações sobre as cores de escala e pantones, assim como os arquivos das artes finais da marca e as suas variações para as diferentes aplicações como no caso da marca em uma cor tem que ser arquivadas digitalmente e entregues ao cliente. Um bom lugar para se servir de exemplo e começar sua pesquisa é o site:  http://logotypes.designer.am/srch/search.php

Ótima semaninha...
Beijocas, Mi

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

OLHA O CARNAVAL AI GENTE...

Fonte imagem: HSM


Escolhi este momento para retornar as minhas atividades, bem como meu trabalho e se possível dar um rumo a vida... tanto pessoal, quanto profissional. Nesse momento quero desejar aos leitores.. um ótimo carnaval e aos mais tranqüilos que usem esse momento para refletir e definir o que fazer com suas ideias e principalmente colocá-las em prática. 
Bom Feriadãooooo
beijinho
Mi